X

Para acessar sua conta, use o App Bradesco Universitário

Gerencie seu estudo com o método pomodoro

Vamos falar a verdade: época de provas é cansativa e ninguém gosta de estudar forçado, né? Embora dedicação seja fundamental no processo de aprendizagem, alguns métodos podem te ajudar a gerenciar melhor o tempo e até aumentar a agilidade na assimilação das informações. É o caso do método Pomodoro. Criado pelo italiano Francesco Cirillo, no final dos anos 80, a técnica parte do princípio de que pequenos intervalos entre as atividades garantem um foco maior durante o trabalho. Por isso, o italiano dividiu o tempo de estudo em períodos de 25 minutos, que chamou de “pomodoros”. Esse nome refere-se ao timer de cozinha em formato de tomate, pomodoro em italiano, que ele usou para cumprir a tarefa.

A técnica, que vale também para organizar o dia a dia no trabalho, é bem simples. O primeiro passo é listar o que precisa ser feito. Em seguida, ajuste o alarme (pomodoro) para 25 minutos e trabalhe na tarefa até o alarme tocar. Risque-a de sua lista e faça uma pausa de 3 a 5 minutos. Siga para o segundo pomodoro. A cada 4 pomodoros, o método indica uma pausa mais longa, em torno de 15 a 30 minutos.

O objetivo da tática é que o usuário foque a tarefa, evitando distrações. Além disso, promete acelerar o desenvolvimento do estudo, pois elimina distrações. Elimina? E como lidar com as notificações no celular, aquela olhadinha rápida nas redes sociais e nos e-mails? Para seguir o método Pomodoro é preciso muita disciplina. Até mesmo idas ao banheiro, pegar aquele copo d’água na cozinha ou comer um chocolate devem ser feitos nos intervalos. Ah, e uma vez iniciado o período, o tempo deve ser gasto integralmente com aquela tarefa. Se terminar antes, revise todos os pontos e tire as dúvidas relativas àquele ciclo.

Mas como nenhum método é infalível e todo mundo está sujeito a imprevistos, só interrompa a tarefa se o caso for urgente. Caso lembre de algo que precisa fazer, anote em um papel à parte como “atividades não planejadas” e foque sua atenção nos 25 minutos. Se a interrupção for externa - pode ocorrer da sua mãe te chamar, a campainha tocar ou seu chefe te pedir alguma coisa – cancele o pomodoro e reinicie assim que possível.

Alguns contras do sistema é que você pode ter engatado a primeira naquele resumo do livro e aí toca o alarme para o descanso. A parada pode fazer com que demore a retomar o raciocínio. O contrário também pode acontecer. Se o estudo for baseado em cálculos ou atividade mental cansativa e desgastante, o intervalo de 5 minutos pode ser pouco.

Com o método Pomodoro ou usando outra técnica, o importante é focar no estudo e trabalho para evitar a procrastinação. Concentração e dedicação sempre trazem bons resultados, independentemente da tarefa a ser executada.

Por: Margarete Ricciotti