X

Para acessar sua conta, use o App Bradesco Universitário

Ações de artistas agitam as redes sociais para aumentar estoque dos bancos de sangue

O Dia Mundial do Doador de Sangue é comemorado em 14 de junho e foi criado para conscientizar sobre a importância de salvar vidas. Mas, ultimamente, não há muito o que comemorar. Dados da ONU apontam que os brasileiros são menos solidários que pessoas de outros países da América Latina.

Embora colete grande volume de sangue – está em 3ª lugar no ranking do continente americano, atrás de Estados Unidos e Canadá – o Brasil doa pouco. Além disso, entre os doadores, cerca de 41% são de reposição, aqueles que doam quando um amigo ou parente precisa, e 59% são voluntários espontâneos (doam com frequência, sem saber quem vai receber o sangue). Em Cuba, por exemplo, esse índice é de 100%.

Ainda segundo o estudo da ONU, no Brasil, apenas 1,8% é doador, número bem abaixo da faixa entre 3% e 5% que a entidade considera ideal. Segundo o Ministério da Saúde, a meta é ampliar o número para 2,2% nos próximos 5 anos.

Por isso, campanhas em prol da doação são sempre bem recebidas, como a da cantora Manu Gavassi. Em parceria com a Fundação Pró-Sangue, que abastece mais de 100 instituições de saúde da região metropolitana de São Paulo, a musa teen foi liberando no Youtube trechos de seu novo videoclipe à medida que atingia determinado número de doadores. No vídeo, os fãs eram surpreendidos com uma mensagem convidando a doar sangue. A ação, chamada Play pela vida, tem como objetivo disseminar nas redes sociais a importância de salvar vidas.

O ator Matheus Gomes, 20 anos, criou a campanha Seja o Herói da Vida de Alguém para ajudar o Hemocentro do Vale do Paraíba. “Sou doador de medula óssea e sangue há algum tempo, e sei que, no inverno, os estoques ficam mais baixos. Por isso resolvi fazer esta campanha”.

O artista, que já fez parte do grupo Doutores da Alegria e hoje trabalha como autônomo, investe dinheiro do seu próprio bolso em ações pontuais e também usa as redes sociais para propagar a causa. “Esta ação significa muito mais que doar sangue; significa doar-se por alguém. Eu abracei esta causa com todas as minhas forças, pois nos faz entender o verdadeiro valor à vida”.

E aí, curtiu? Então, que tal usar as redes sociais para juntar os amigos e colaborar com essa causa?

Por: Margarete Ricciotti